FacebookInstagramTwitterVimeoYoutube

A Madeira

A Madeira

O descobrimento do Arquipélago da Madeira surge no decorrer de uma manobra geoestratégica de expansão do território português, da fé católica e desenvolvimento da economia do reino. No ano de 1419 é descoberto todo o Arquipélago da Madeira.

O povoamento da ilha da Madeira foi iniciado por volta do ano de 1425, tendo como povoadores portugueses do norte de Portugal e do sul, da cidade do Algarve. As primeiras produções e exportações da ilha da Madeira foram o trigo, o açúcar e o vinho.

O açúcar tornou-se o “ouro branco”, permitindo trocas comerciais com todos os pontos de comércio marítimo, dando entrada a arte flamenga, alfaias litúrgicas e a muita pintura. O arquipélago da Madeira desenvolveu-se através da produção agrícola e como ponto obrigatório de paragem nas rotas comerciais.

Registos do século XIV relatam o avistamento de uma ilha denominada “Legname”, que se acredita ser a ilha da Madeira, constam de uma carta de Dulcert de 1339 e de um esboço de Médici em 1370, uma vez que abundava o arvoredo nesta ilha atlântica. O descobrimento do Arquipélago da Madeira surge no decorrer de uma manobra geoestratégica de expansão do território português, da fé católica e desenvolvimento da economia do reino.

Esta epopeia tem como data de início o ano de 1415 com a conquista da cidade de Ceuta. No ano de 1418 é descoberta a Ilha de Porto Santo e são avistadas as restantes ilhas que viriam a chamar-se de Arquipélago da Madeira, sendo estabelecido no ano seguinte. O povoamento da ilha da Madeira foi iniciado por volta do ano de 1425, os primeiros povoadores eram oriundos do norte de Portugal e do sul, da cidade do Algarve.

Mais tarde as ilhas são doadas ao Infante Dom Henrique, e estabelecidas capitanias sobre a alçada de Capitães-donatários, os descobridores do arquipélago, João Gonçalves Zarco, com a capitania do Funchal, Tristão Vaz Teixeira, com a capitania de Machico e Bartolomeu Perestrelo, com a capitania de Porto Santo.

As primeiras produções e consequentes exportações realizadas na ilha foram principalmente de trigo. Posteriormente foram introduzidos o açúcar e o vinho. A partir de 1470, a exportação do açúcar torna-se predominante, deixando o trigo como produção interna para a população. O açúcar tornou-se o “ouro branco”, permitindo trocas comerciais com todos os pontos de comércio marítimo, dando entrada a arte flamenga, alfaias litúrgicas e a muita pintura.

A partir do século XVII o vinho Madeira começa a ganhar relevo nas rotas comerciais marítimas.

O arquipélago da Madeira desenvolveu-se através da produção agrícola e como ponto obrigatório de paragem nas rotas comerciais, com produtos únicos num ambiente singular, permitindo hoje em dia ser um ponto turístico de excelência.

banner Funchal, capital do arquipélago da Madeira, foi declarada cidade nos anos 1500 e tornou-se um importante ponto entre o velho e o novo mundo. A descontraída cidade deve muito de sua importância histórica ao "ouro branco", o açúcar da Ilha da Madeira. Hoje, Funchal é famosa por seu clima, vinho e artesanato atraentes. Os principais pontos turísticos incluem o Mercado dos Lavradores, as Bodegas Blandy e o Museu de Arte Sacra. Habitantes amistosos, ruas tranquilas e táxis baratos tornam a cidade fácil de percorrer. VER TRIPADVISORseta Mapa Turístico do Funchal

Visit Funchal | 2017 © Copyright